Rio de Janeiro,
A História de São Jorge

O Santo Guerreiro e Grande Mártir do Oriente


“Paz na Terra aos Homens de Boa Vontade! (...)
Senhores, esta é a missão dos Irmãos do Oriente.
E aquele que como soldado de Jesus recebe o comando da guerra contra a guerra não mais se apresentará com uma lança matando um dragão.(...)

O trecho acima é de uma mensagem do Guia Astor ao Presidente Eterno da TIO, irmão Ewaldo Reis e Silva - já falecido, transmitida em 29/06/72
( Livro das Grandes Mensagens 2º Volume, página 47 )

Irmão Astor confirmou o que todos da Casa intuíam: que Kallaby Suff Haram, nosso Guia-Chefe, o árabe guerreiro que viveu há muitos séculos no velho Oriente, foi uma das encarnações de São Jorge, o Santo Guerreiro do Oriente.
A seguir, uma breve história da vida de Jorge da Capadócia.
De acordo com relatos tradicionais, São Jorge nasceu na antiga Capadócia, região que atualmente pertence à Turquia. Ainda criança, mudou-se para a Palestina com sua mãe, após seu pai morrer em batalha. Sua família possuía muitos bens, e o educou com esmero.
Impetuoso e combativo, seguiu a carreira das armas. Aos 23 anos, foi promovido a capitão do exército romano, por sua dedicação e coragem. Passou a residir na Corte Imperial, em Roma, exercendo altas funções.
Com a morte de sua mãe, herdou sua imensa fortuna. Desgostoso com a perseguição aos seguidores de Jesus, a quem admirava, distribuiu a fortuna aos cristãos famintos.
Quando o imperador Diocleciano decretou a morte para todos os cristãos, convocou o Senado para confirmar seu decreto. São Jorge insurgiu-se contra o imperador e, diante dos Senadores, defendeu a fé cristã e afirmou que os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses. Indagado sobre esta atitude ousada, respondeu que era por causa da Verdade, e indagado sobre o que era Verdade, respondeu que a Verdade era Jesus Cristo.
Diante da fé inabalável de São Jorge, o imperador ordenou várias torturas, para obrigá-lo a ceder. São Jorge venceu todos os terríveis suplícios, sempre declarando sua fé em Jesus, e assim se transformou em mártir e exemplo para os cristãos. Sem conseguir derrotá-lo, vendo-o cada vez mais amado pelo povo, o imperador mandou degolar São Jorge, em 23 de abril de 303.
Seus restos mortais foram transportados para Lidia, cidade em que o santo crescera com sua mãe. Mais tarde, o imperador cristão Constantino I mandou erguer um suntuoso oratório para os fiéis. A devoção ao Santo se espalhou por todo o Oriente, e por todo o mundo. São Jorge é padroeiro da Inglaterra, de Portugal e da Georgia.
A quantidade de milagres atribuídos a São Jorge é imensa. Segundo a tradição, ele defende e favorece a todos os que a ele recorrem com fé e devoção, vencendo batalhas e demandas, questões complicadas, injustiças, perseguições e disputas.
Também é bastante cultuado no Brasil pelos adeptos do Candomblé e da Umbanda, onde tem sincretismo com Ogum, o Orixá guerreiro!
Salve São Jorge!
Salve Kallaby Suff Haram!

Home | localização | Contato Todos os direitos reservados à T.I.O